Instituto da Criança participa de encontro sobre reassentamento de refugiados na Suíça

Com o objetivo de promover a discussão sobre o reassentamento de refugiados no mundo e mobilizar países para expandir seus esforços nesta temática, a ACNUR – Agência da ONU para Refugiados e a Caritas Alemanha promoveram o evento “Consulta Anual Sobre Reassentamento de Refugiados 2018 – Em Busca de um Reassentamento Ampliado e Efetivo”. Realizado nos dias 25 e 26 de junho em Genebra, na Suíça, o evento reuniu representantes do governo, terceiro setor, representantes de refugiados, além de organizações internacionais. O Instituto da Criança – IC foi uma das instituições presentes.

Por meio de palestras e apresentações, o evento visou o reassentamento como uma ferramenta humanitária indispensável de proteção para refugiados. Foram feitas ainda comparações entre 2016 e 2017 a fim de buscar caminhos de escala e melhoria na temática. Além disso, foram discutidas estratégias de reassentamento, diferentes exemplos pelo mundo, definições de vulnerabilidade, perfil de refugiados e a necessidade de articulação de parcerias como estratégia.

Antônia Mascarenhas, colaboradora do Relacionamento Internacional do IC, apresentou o Instituto para cerca de 200 participantes de 30 países. Dessa forma, o IC teve presença ativa durante o encontro por meio de apresentações e participação nas palestras e discussões. Antônia explica que, de acordo com a ACNUR, 68.5 milhões de pessoas no mundo foram forçadas a partir de suas casas. Entre elas estão 25 milhões de refugiados, dos quais mais da metade tem menos de 18 anos. A realidade atual aponta que a cada 2 segundos, uma pessoa é forçada a deslocar-se como resultado de conflito ou perseguição. “A temática de refugiados é definitivamente de grande importância para todos. Vivemos em um mundo onde, na minha perspectiva, devemos dividir a responsabilidade por aqueles que não tiveram as mesmas oportunidades que nós. A solidariedade, a união, o pensamento coletivo e a luta por direitos humanos são caminhos fundamentais para um futuro mais justo e digno para todos”.

Vale destacar ainda que o IC teve encontro com a ECOSOC – Economic and Social Council of the United Nations / Conselho Econômico e Social das Nações Unidas – do qual a organização faz parte com status consultivo de Terceiro Setor junto a 5.000 ONG´s no mundo. O órgão é o fórum central e mundial para as discussões econômicas e sociais internacionais, formulando recomendações para os membros do fórum e da ONU. Além disso, é responsável também pela implementação dos ODS – Objetivos do Desenvolvimento Sustentável.

 

Na foto: Antônia Mascarenhas fala sobre o IC.

Compartilhe!